sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Troféu Giostri Editora.

QUE ALEGRIA!


Fomos agraciados com o prêmio Troféu Giostri Editora pela dramaturgia do "Funeral da Nininha" no Festival Niterói em Cena! Uma honra fazer parte desta festa! Merdão, paz, amor e muito teatro pra gente! Obrigado Festival de Niterói pelo belíssimo trabalho!
Eita coisa boa!

#teatro #niteroiemcena #festival #amor #agentesedabem #funeraldanininha #merdaEvoé


quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Filho do Mar... Pvisrael

"120 de Sodoma"
De Sade.
Direção Luiz Furlanetto
Foto de Philipp Lavra

Pvisrael

Formado em História, ator formado pela CAL – Casa das Artes de Laranjeiras. Atuou em várias peças na CAL como “Mephisto” de Ariane Mnouchkine e direção de David Herman; E “De Braços Abertos” de Maria Adelaide Amaral, com direção de Antonio De Bonis; Apresentou um esquete de humor no espetáculo de dança “Eu vim de lá” da Cia DOM, em 2011; Atuou em “A Pena e a Lei” de Ariano Suassuna, dirigida por Caique Botkay, em 2012; Idealizou, dirigiu e produziu a peça “Desculpe o Pó” de Marcelo Reis de Mello, Cilene Guedes e Heyk Pimenta, em 2012 apresentado na Mostra FRINGE, em Curitiba; Atuou em “120 de Sodoma” de Marquês de Sade, com direção de Luiz Furlanetto, em 2013; Produziu, atuou e escreveu a comédia #TAQUEOPARIU – O Intervalo entre a cara e o tapa, em 2014; Atualmente é roteirista e atua no quadro de humor para internet “Jurema Home House”.

                  Peça "O Inspetor Geral"                                    Peça "A Pena e a Lei" - Fotos Tatiana Farache

Peça "Desculpe o pó"

Filha da ventania... Jacyara de Carvalho

"Fragmentos de um homem só" 
de Olavo Wyszomirski 
Foto de Sérgio Rousselet

Jacyara de Carvalho


Formada em Interpretação Teatral pela Companhia da Ilusão em Brasília, hoje cursa Graduação em Interpretação Teatral na Unirio, no Rio de Janeiro. Escreveu e atuou no espetáculo “Dentro da própria casa” com direção de Guedes Betho e orientação de André Paes Leme; Foi Assistente de Direção em “Don Juan”, com direção de Thierry Tremourròux; Atuou em “Bonitinha, mas ordinária”, com orientação de Moacir Chaves; Escreveu e atuou em “Transtorno Cênico Feminino” com direção de Marco Bravo e Candé Faria; Escreveu e atuou o esquete “Antonia de Barro” para o Festival Niterói em Cena, indicada para melhor atriz; Atuou em “O Califa da Rua do Sabão” de Arthur Azevedo com direção de Sidney Cruz; Escreveu e atuou no curta metragem “Lídia para um novo mundo” com Direção de Candé Faria;

         Peça "Scanner"                                                         Programa "Drops"

Peça "Dentro da própria casa"